quinta-feira, julho 03, 2008

Ingrid Betancourt foi libertada!

Estas foram algumas das imagens, que, ontem, dia 2 de Julho de 2008 correram mundo. Pelas informações veiculadas pelas autoridades colombianas, depois duma bem sucedida operação dos serviços secretos militares, 15 reféns, 3 americanos, 11 membros das forças da ordem colombianas e, a heroína, mulher duma fragilidade que remete para a invocação de Virgem Maria, Ingrid Betancourt, foram libertados!

Muitas leituras, interpretações, despautérios e até vitupérios, algumas insanidades irão ser produzidas sobre este acontecimento.

Contudo, o que importa reter, em minha opinião, é que foram resgatados, com vida, 15 pessoas que estavam reféns dos narco-guerrilheiros das FARC e que, entre eles se encontrava a ex-candidata à Presidência da Colômbia, mulher, aparentemente, frágil, duma coragem inaudita (para aguentar aquele cativeiro de seis anos, em condições inomináveis, é obra!).

Nas imagens, que ontem se viram num aeroporto colombiano, percebia-se, claramente, um aproveitamento da ocorrência , porventura excessivo, das autoridades militares e civis colombianas, mas a IMAGEM que dominava, a que se impunha, "esmagadora" era a da heroína, a contragosto, Ingrid Betancourt, que reflectia uma dignidade, uma grandeza (posso não concordar com a sua, dela, invocação da Virgem, a que se encomendava, dia após dia...durante o cativeiro) de que, em meu modesto entendimento, este nosso Mundo insano - andava carecido. Bem haja, Ingrid, por TUDO!

É mais do que justo assinalar aqui (e só falo do que sei e conheço...) que o meu amigo João Tunes e o seu magnifico Água Lisa6 foram dos mais militantes, contundentes e perseverantes, na blogoesfera nacional, a denunciar, a invocar e a exigir a libertação de Ingrid Betancourt. Fica o meu sublinhado e o meu agradecimento à militância de JT.

Agora, e ainda, mas sem emoções, comoções, ou espantações, do lado comunista, da Soeiro Pereira Gomes, ou mesmo do lado dos "argutos", severos, contundentes, atentíssimos comentadores da actualidade que flui, os bloguistas (veja-se, a titulo de exemplo o Tempo das Cerejas) "comunistas" remetendo-se a um SILÊNCIO ensurdecedor, quase obsceno, os caracteres dos textos por haver(não confundir com carácter...) e nos espaços dos seus "espaços" noticiosos...zero e infinito, para glosar um romance antigo, que os comunistas "cultuam"!!!, nada.

José Albergaria

* Fotos retiradas da imprensa diária.

Adenda
Resposta a um comentário de Vitor Dias do "Tempo das Cerejas"

"Pareceu-me, que o facto do Vitor Dias ter "reposto" a "verdade" era suficiente para si, era mais do que óbvio para mim e, como o meu espaço de comentários não é censurado, é plural e libérrimo, seria suficiente o seu "esforço" - para os meus leitores.

Parece-lhe que assim não é.

Fica, pois, aqui e agora dito que o bloguista Vitor Dias, comunista, comentou em tempo certo a libertação de Ingrid Betancourt (que saudades do tempo em que você, em nome do PCP, escrevia as Notas de Imprensa"!: já reparou que os seus camaradas, na Nota que enviaram para os OCS escrevem "Bettencourt"?!

Mas, parece-me que a substância, e isto é que importa, não está em linha com o seu poste...temos dissensão à vista?!

Você ressalta, e bem, a dimensão humana e humanitária do acontecimento, da libertação de Ingrid. Os seus camaradas da Direcção do PCP...esses, passam,completamente, ao lado dessa dimensão, que, em meu entender, naquele momento - era a única que importava.

Quanto à direcção do PCP, depois de ler a Nota de Imprensa...mais valera que estivessem calados!

Há quem tenha trocado, o meu "obsceno" silêncio, por "abjecto"!

Sempre atento ao seu prosear em o Tempo das Cerejas,sou com cumprimentos,
José Albergaria"

Vitor Dias,assim já lhe parece bem?...

Nunca tive medo, nem da transparência, nem da "verdade", não a minha,redutora,obviamente, preconceituosa, mas aquela, tal Graal,que os homens honrados, probos e livres - SEMPRE procuram.

A minha praxis decorre duma ética da responsabilidade e duma moral de convicção!

Não me movo, nem pela suspeição infundada, nem pela urgência de "assassinar" os meus adversários...intelectuais e/ou políticos!...

JA

5 comentários:

Antonio disse...

Aqui fica a minha "insanidade", acerca do caso Betancourt/FARC, para que conste.
Do drama individual de Betancourt, não me vou ocupar, pois é de uma evidência que se impõe por si mesma, nao carecendo de mais comentários.
Precisa ser cometando, o que está para além do drama pessoal de Betancourt, e que se prende com o que é a Colômbia - Um Estado falhado, gerido por um mafioso, narcotraficante encartado, promovido a "ilustre democrata". Convém não esquecer que esta situação é superiormente superviosinada pelo "Grande Irmão do Norte", vulgo USA, que controla os fluxos do milagroso "pó branco", e sobretudo os biliões de dólares que gera. Disse bem, biliões.
SWe um movimento de guerillha controlasse, ainda que apenas um décimo do "pós branco" produzido, já tinha tomado o poder há muito.
Quem querem enganar? Pensam que basta ter um nome naquilo a que chamam "blogoesfera" confere a verdade e a certeza?
Não embarco nessa onda. Uribe é um mafioso de 4ª categoria. Promovam-no a ilustre democrata e insigne estadista, e, para citar uma velha poesia de António Aleixo, "num primor de descrição", promovam-no à categoria de novo Bolívar.
Disse, sem medo, como sempre.
António Eduardo Lico

VÍTOR DIAS disse...

É preciso muito preconceito, desatenção e má vontade.

Na verdade, a que propósito é que o titular deste blogue escreve que «os bloguistas (veja-se, a titulo de exemplo o Tempo das Cerejas) "comunistas" remetendo-se a um SILÊNCIO ensurdecedor, quase obsceno,» ?.

Não sabe J. Albergaria que, com grande probabilidade, o meu comentário colocado na barra lateral direita do meu blogue por volta da meia-noite (ou seja, quando a minha vida mo permitiu)até cronológicamente anterior ao seu ?


Mas qual silêncio, explique agora Albergaria aos seus leitores.

É silêncio escrever isto ? :
«A libertação de Ingrid Bettancourt

(imagem da sua chegada)

«Sem mudar um milimetro à minha devastadora opinião sobre o regime de Álvaro Uribe, que documentação [com link] norte-americana comprova as suas ligações ao narcotráfico e à cruel acção dos paramilitares de extrema-direita (ver lista de documentos americanos aqui), saúdo e registo como positiva a libertação de Ingrid Bettancourt que, salvo melhor opinião, há muito devia ter sido uma inteligente decisão das FARC. Entretanto, não adianta ignorar que subsiste o dramático problema - a meu ver, insolúvel por via militar -das dezenas de outros reféns da FARC e das centenas de guerrilheiros das FARC que estão presos nas cadeias de Uribe. Como escrevi em qualquer lado, estando felizmente viva, havia sempre a esperança para Ingrid da sua libertação. Para os milhares de sindicalistas e homens e mulheres de esquerda assassinados na Colômbia nas últimas décadas é que não havia esperança nenhuma com os sete palmos de terra por cima dos seus cadáveres.[ver aqui - ao fundo da barra lateral direita de «os papéis de alexandria» - mais informações sobre a história recente da Colômbia].

[imagem]

Funeral de um dos sindicalistas assassinados na Colômbia »

Um módico de dignidade e de respeito pelos seus leitores só poderia levar J. Albergaria a reconhecer que sobre o meu blogue fantasiou e inventou. Mas não tenho grande esperança: o mais certo é sendo a conversa sobre alhos ele ir buscar bugalhos.

VÍTOR DIAS disse...

Registo que, certamente por respeitáveis ocupações profissionais (que quase todos temos) José Albergaria não tem pressa nenhuma em anular a calúnia e a mentira que lançou sobre mim.
Os leitores tirarão as suas conclusões.

Aqueduto Livre disse...

Pareceu-me, que o facto do Vitor Dias ter "reposto" a "verdade" era suficiente para si, era mais do que óbvio para mim e, como o meu espaço de comentários não é censurado, é plural e libérrimo, seria suficiente o seu "esforço" - para os meus leitores.

Parece-lhe que assim não é.

Fica, pois, aqui e agora dito que o bloguista Vitor Dias, comunista, comentou em tempo certo a libertação de Ingrid Betancourt (que saudades do tempo em que você, em nome do PCP, escrevia as Notas de Imprensa"!: já reparou que os seus camaradas, na Nota que enviaram para os OCS escrevem "Bettencourt"?!

Mas, parece-me que a substância, e isto é que importa, não está em linha com o seu poste...temos dissensão à vista?!

Você ressalta, e bem, a dimensão humana e humanitária do acontecimento, da libertação de Ingrid. Os seus camaradas da Direcção do PCP...esses, passam,completamente, ao lado dessa dimensão, que, em meu entender, naquele moemnto - era a única que importava.

Quanto á direcção do PCP, depois de ler a Nota de Imprensa...mais valera que estivessem caladaos! Há quem tenha trocado, o meu obsceno, por "abjecto"!

Sempre atento ao seu prosear em o Tempo das Cerejas,sou com cumprimentos,

José Albergaria

VÍTOR DIAS disse...

Pois é, José Albergaria, mantém-se neste blogue uma detestável regra de tantos blogues sobretudo quando se trata de matéria importante ou que atingiu a honra de alguém ou a verdade das suas posições.

Ou seja: as acusações ficam no «post» principal; as rectificações ou desmentidos ficam no «semi-cemitério» das caixas de comentários.

Está visto: também na blogosfera «the show must go».